Eu penso em, um dia, produzir vídeos de Skate. Talvez por isso essa entrevista feita pela Trip tenha me chamado tanto a atenção.

Ela mostra, ainda que superficialmente, a luta que é, num país como o Brasil, viver de uma arte tão específica quanto a de produzir filmes de skate.

Medo de roubos. Medo de quedas. E, por que não?, medo da polícia.

Esse pequeno filme, em pouco mais de quatro minutos, revela o dia-a-dia de Fernando Granja e Eduardo Bocão, dois videoskaters que, como a imensa maioria de sua espécie, aprendeu a filmar filmando.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=xpG469oOsFQ]

Leia também: